Quais os tipos de cicatrizes para colocação de Prótese de Mama

Quais os tipos de cicatrizes para colocação de Prótese de Mama

Quais os tipos de cicatrizes para a colocação da prótese mamária? Essa é uma pergunta frequente entre as pacientes que decidem fazer a cirurgia de aumento das mamas, afinal, a visualização da cicatriz é um fator que realmente gera dúvidas e até mesmo apreensão. Vamos, então, às explicações.

 

Existem 3 tipos de cortes, ou incisões, para a colocação da prótese:

 

1- Axilar: Esta incisão é feita na região mais profunda da axila. É indicada para pacientes negras, asiáticas e com grandes riscos de desenvolver quelóides. Não deixa cicatrizes nas mamas, porém, a cirurgia se torna um pouco mais longa e seu pós-operatório é mais dolorido. Impossibilita, também, a correção de qualquer assimetria das aréolas.

 

2- Periareolar: Nesse caso, o corte é feito no contorno da aréola e permite simetrização caso as mamas sejam diferentes. A cicatriz fica muito bem escondida na transição entre a aréola e a pele. Só pode ser realizada em mulheres que tenham um diâmetro areolar mínimo de 4 centímetros. Está formalmente indicada em mulheres que tenham o polo inferior da mama muito pouco desenvolvido. Em casos raros, pode gerar alterações de sensibilidade no bico do peito. 

 

3- Inframamária: Essa opção é a mais rápida e permite a colocação de próteses maiores. O corte é feito no sulco da mama e tem aproximadamente 4 centímetros. Raramente pode gerar algum tipo de alteração na sensibilidade da aréola. Com os devidos cuidados, a cicatriz se torna quase inaparente após alguns meses e geralmente não é visualizada pela paciente por se esconder abaixo da mama.

 

A decisão por qualquer uma das três opções será sempre tomada em comum acordo entre o cirurgião plástico e a paciente.

 

Caso ainda tenha alguma dúvida, venha conversar conosco. Estamos à disposição!